sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Sakya Trizin: O vazio como é expresso no Sutra do coração.



Sakya Trizin: O vazio como é expresso no Sutra do coração.

Traducido al castellano por Losang Gyatso.



Os ensinamentos de Buda são a fonte de toda felicidade e benefício, tanto nesta vida como em vidas futuras. A vida requer muitas coisas, precisamos de comida,
abrigo e outras necessidades que são básicas para nossa sobrevivência. Mais em nossa vida a coisa mais significativa é descobrir a verdade de todos os fenômenos.
Uma das lições mais importantes que o Buda nos deu é que tudo é
impermanente, especialmente nossa vida humana, que tem de enfrentar muitos obstáculos, e que podem ser cortada em qualquer momento.
Seja qual for o tipo de lucro que podemos alcançar nesta vida,
riquezas, fama ou prosperidade, todos esses ganhos vão durar apenas nesta vida, que é um período de tempo muito limitado. Por conseguinte, é que Jñanakirti, o grande mestre disse que devemos nos esforçar para fazer a verdade enquanto temos esta grande oportunidade, já que ter uma oportunidade tal é muito difícil, e não pode voltar a ocorrer novamente por um longo, longo
tempo. E assim a coisa mais importante, mais completa que significa que a coisa que nós o que podemos fazer nesta vida, que nos fornece todas as condições corretas, e é livre de todos os estados desfavoráveis, é descobrir a verdade sobre
a natureza da realidade.
Mas ... Como encontrar esta verdade? Normalmente, o que vemos, o que ouvimos, o que pensamos, toda a nossa experiência, nós consideramos isso como sendo realidade. Mas, na verdade, não é necessariamente realidade, a realidade poderia ser
completamente diferente. A nossa noção de realidade está em total contradição com o que é a verdadeira realidade. Por exemplo, em nossa vida diária, nós conhecemos muitas pessoas e formar uma opinião de cada um. Descobrimos que uma pessoa é uma pessoa muito boa, e, em seguida, em seguida, dias, meses ou anos depois, essa pessoa muda, e de repente nós não o vemos como uma boa pessoa, mas como uma pessoa muito má. Assim que onde está a verdade? Todo o bem e todo o mal não pode coexistir. Esta pessoa pode não ser ambos ao mesmo tempo, tudo bons e
tudo de ruim. Assim, na maioria das vezes a nossa percepção é errada. O que pensamos hoje, amanhã pode estar errado. E o que vamos pensar amanhã pode estar em contradição com o que vai pensar depois de amanhã. Isso mostra que nós não vemos a realidade como ela realmente é, não vemos o significado real,
ou a verdadeira natureza dos fenômenos.
Uma vez que não temos a capacidade ou o potencial de ver e perceber a realidade como ela é, é preciso contar com um Professor autêntico, o Buda, e seus ensinamentos, para descobrir a verdade sobre a realidade. O Buda, Sua infinita sabedoria, compaixão e poder, deu uma quantidade incalculável de
ensinamentos que eram apropriadas para cada nível de mentalidade, todos os níveis de tendência, e em cada nível de inteligência. Se diferenciar os ensinamentos de categorias de Buda, podemos fazê-lo de diferentes maneiras. Uma maneira é organizar em ordem cronológica, segundo o qual há três lições principais, ou Roda de Dharma: a Primeira, Segunda e Terceira  roda do Dharma.
Na primeira volta da roda de Dharma Buda ensinou as Quatro Nobres Verdades.
Em geral, os ensinamentos do Buda tem dois aspectos: o sentido interpretativo, e o sentido último. A primeira volta da Roda do Dharma é principalmente interpretativo, mas há algum significado definitivo. Uma vez que a maioria das pessoas ainda não está pronta para perceber a realidade diretamente
passado, o Buda tinha tantos meios hábeis para trazer essas pessoas para a verdade, deu o primeiro tipo de ensino, que é conhecido como interpretativo.
E depois há o segundo giro da roda de Dharma, que consiste
em ensinamentos principalmente definitivas. Aqui, o Buda deu o ensino da Perfeição da Sabedoria, ou Prajñaparamita, que está contido em um grande número de volumes. A essência da perfeição da sabedoria é o que é conhecida entre os budistas como Sutra do Coração.
E depois há a terceira volta da Roda do Dharma, que é composto de uma mistura de ensinamentos interpretativas e definitivas.
O mais importante dos Três Giros da Roda do Dharma é o segundo; o Prajñaparamita, o que explica o vazio ou a verdade absoluta da natureza real dos fenômenos. Embora o Buda deu este ensinamento aos seus muitos seguidores, Ele deu a profecia que depois do seu Paranirvana, seria um monge chamado Naga, e que sozinho
seria capaz de explicar o verdadeiro significado destes Sutras da Perfeição da Sabedoria.
Claro, as pessoas comuns não estão realmente interessados ​​em descobrir a verdadeira natureza dos fenômenos. Mas diferentes religiões e escolas filosóficas tentam esclarecer o verdadeiro sentido da vida, a verdade que está além de tudo o que vemos, ouvimos, e fazemos, a verdade que está além da nossa
experiência. Qual é o verdadeiro significado, qual é a verdadeira natureza destes fenômenos? Cada um dos diferentes escolas e religiões que investigam a natureza da realidade, chegar a conclusões diferentes. Mesmo dentro da tradição budista existem diferentes escolas, cada uma das quais tem a sua própria
conclusão. Algumas escolas ou religiões afirmam que tudo é criado por Deus; outros dizem que é feita pelos elementos; enquanto outros afirmam que é feita por átomos, mas os átomos são impossíveis de isolar. Há muitos, muitos diferentes explicações sobre a realidade última.
A única coisa sobre o mestre Nagarjuna é que ele nunca disse: "A realidade é isto, ou isso é a realidade. " Ele explicou o caminho do meio, conhecido pelo nome de Madhyamaka. Depois de examinar os fenômenos, e aplicar um acentuado raciocínio para sua observação, ele concluiu que nada poderia ser dito. Ele não viu uma coisa como: "É desta maneira ou daquela maneira", e que a realidade é mais além de qualquer descrição. Uma vez que é impossível expressar esta verdade, ou mesmo encontrar um nome adequado para ela é tão submetida frequentemente como "vazio". Mas isso não significa que tudo está vazio. Por
exemplo, quando dizemos que um copo está vazio, vazio é o quê? vazio água, ou qualquer outra coisa. Mas isso não significa que a taça não existe, ou que a água não existe. Não é uma declaração niilista.
O significado de "vazio" não é que o fenômeno não existe. O que está querendo dizer "vazio" é que tudo parece aos nossos sentidos absolutamente interdependente. Nada existe de forma independente, de causas e condições. Se as coisas realmente existem, então eles têm de existir sem depender de causas e condições. Em teoria, algo que realmente existe, deve existir de forma independente de qualquer outra coisa.

sábado, 26 de novembro de 2016

O MAHASIDDHA VIRUPA

Mhasiddha Virupa painted according to Tibetan tradition in Newari style.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

ENTRONIZAÇÃO DE S. S. SAKYA TRIZIN

CLICK EM "ABRIR EM NOVA JANELA" PARA LER

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

A ESTUPA

sábado, 19 de novembro de 2016

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

LANDRÉ 2017

We are pleased to announce that there will be English and Chinese translations for the Lamdre teaching starting from 03/24/17 to 5/18/17. The Chinese will be translated by Phula Rinpoche and English by Khenpo Jamyang Lekshey. It also includes the review sessions. Anyone who is interested in attending, please contact sakyatrizinenthronement@gmail.com for more information.


sexta-feira, 30 de setembro de 2016

segunda-feira, 19 de setembro de 2016

UNISHAVIJAYA

UNISHAVIJAYA

OM, homage to you, subduing lady, surpassing all three worlds./ To you, fully enlightened one, I prostrate./ It is like this:/ OM BHRUM BHRUM BHRUM, purify, purify,/ completely purify, completely purify,/ unequaled seer of all, going while emanating light./ Space nature, completely pure,/ please empower me./ All you tathagatas and those gone to bliss, with the nectar of supreme speech, please empower me./ With the words of the great seal mantra,/please, collect by all means, collect by all means./ You who hold my whole life,/ purify, purify,/ completely purify, completely purify./ Space nature, completely pure,/ totally victorious and completely pure crown of the head,/ lady emanating all thousand rays,/ seer of all tathagatas, who accomplishes completely all six perfections. Mother of all tathagatas,/ who abides in the ten stages,/ with the essence of all tathagatas,/ O you who bless, bless me./ Seal, seal, great seal;/ totally pure lady, piercing the vajra body,/ purifier of all karmic obstacles,/ please, restore my life./ You who are blessed with the blessing of the totally pure pledge of all tathagatas./ OM, able one, able one, great able one;/completely able one, completely able one, great completely able one;/ intelligence, intelligence, great intelligence/ my intelligence/ good intelligence, suchness;/ perfect end, completely pure lady;/ you who have fully developed knowledge, pure one./ Oh! Oh! Conquer! conquer!/ Conquer completely, conquer completely;/ remember, remember/ increase, increase./ Please -increase, please increase,/ you who are blessed with the blessing of all the enlightened ones./ Pure, pure;/ enlightened, enlightened;/ adamantine, adamantine, great adamantine lady;/ good adamantine one, with adamantine essence, with victorious essence,/ with completely victorious essence,/ blazing adamantine essence,/ source of adamant, arisen from adamant,/ adamantine one, lady with adamant./ Please let my body be adamantine./ Let the bodies of all sentient beings too be totally pure./ Let all my thoughts always be totally pure./ May all tathagatas also revive me./ Awakened, awakened lady; accomplished, accomplished one,/ make me realize, realize, completely realize, completely realize./ Liberate, liberate, completely liberate, completely liberate./ Purify, purify, completely purify, completely purify./ Fully liberate, liberate./ All-splendid completely pure one,/ you who are blessed with the blessing of the essence of all tathagatas./ Seal, seal, great seal;/ by the words of the great mantra seal, may the base be established.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

HOJE ANIVERSÁRIO DE SAKYA TRIZIN


HOJE ANIVERSÁRIO DE SAKYA TRIZIN


ORAÇÃO DE LONGA VIDA DE SUA SANTIDADE SAKYA TRIZIN:
Glorioso, grande e precioso Mestre-raiz
Em lótus sobre minha cabeça
Nosso adorno na extrema compaixão
Abençoe-nos corpo, palavra e mente.
Na guarda da roda protetora
Sete olhos garantem sua vida
Muitos garantem sua vida
E o protegem dia e noite.
Divino Caminho de Padmasambava
Sabedoria amorosa, radiante poder
Flor dos Sakyas, no espelho das palavras
Mestre de Quatro Mundos, viva longamente.
Ngawang Kunga, divina família Khön
Alegria e benefícios traz para todos
Reitor do caminho grande e secreto
Rei, poderoso rei dos nossos desejos
Por favor viva longamente.
Meditando, orientando e ouvindo
Sobre base de ouro moral
Ensinando, debatendo e compondo
Real Refúgio, viva longamente.
Como segundo Buda mestre do Lan Dré
Caminho validado das palavras
Ensine dos Cinco Sakyas fundadores
Você que fala como Buda, por favor
Viva longamente
Sua presença embeleza este mundo
Possui o poder temporal dos Sakyas
Irradia dos Sakyas as obras de beleza
Como um Vajra, Três Segredos, viva longamente.
Tríplice Gema, Mestre compassivo
Ydam e Protetor cheio de força
Profundo, inamovível, verdadeiro
Por tais poderes nossos desejos realizados.
Pelas bênçãos da Tríplice Gema
Pelo poder dos mais virtuosos
Pela linha dos Possuidores de Manjushri
Viva muito suas obras cresçam como Budhas.
Pedindo pela saúde de nossos mestres
Pedindo pela infinita vida de nossos mestres
Pedindo que suas obras aumentem
E se espalhem no universo
Que não nos apartemos deles nunca
E que eles nos abençoem.
Que tenham firmes suas vidas como montanhas
Que os Ensinamentos continuem como estrelas
Que fama e glória preencham todo o espaço
E através de suas obras todos nós sejamos felizes.

terça-feira, 6 de setembro de 2016

terça-feira, 30 de agosto de 2016

ENTRONIZAÇÃO

NOVO SAKYA TRIZIN SERÁ ENTRONIZADO
SITE: http://sakyatrizinenthronement.org/


Están todos cordialmente invitados a la ceremonia de entronización del 42° Sakya Trizin, desde el 9 al 11 de Marzo del 2017. El lugar será en Sakya Magon ...Thubten Namgal Ling (Sakya Institute), Puruwala - Himachal Pradesh.
Más detalles serán publicados a medida que estén disponibles.
-por el comité organizador de la entronización del 42° Sakya Trizin.
You are cordially invited to the enthronement ceremony of the 42nd Sakya Trizin, from the 9th March 2017 to the 11th March 2017. The venue will be Sakya Magon Thubten Namgyal Ling (Sakya Institute) Puruwala - Himachal Pradesh.
More details will be posted later as they become available.
-by the 42nd Sakya Trizin enthronement organizing committee
Ver mais

Foto de Sakya Do-Ngak Ling.

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

TSOG DE VAJRAYOGINI




Venue:
Sakya Tsechen Thubten Ling
9471 Beckwith Rd, Richmond, BC


Tsog Practice Time: 7.30 PM; if it occurs on a Sunday, then it's at 1.30 PM



Please see below for the tsog dates:



 Date
(dd-mm-yyyy)
 Day 
Tibetan Lunar
 Calendar 



27/08/2016 Sat (25) 6
11/09/2016 Sun (10) 7
25/09/2016 Sun (25) 7
11/10/2016 Tue (10) 8
25/10/2016 Tue (25) 8
09/11/2016 Wed (10) 9
23/11/2016 Wed (25) 9
09/12/2016 Fri (10) 10
23/12/2016 Fri (25) 10
07/01/2017 Sat (10) 11
22/01/2017 Sun (25) 11
06/02/2017 Mon (10) 12
21/02/2017 Tue (25) 12

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

domingo, 21 de agosto de 2016

BIOGRAFIA DE KHON KONCHOG GYALPO

A SAGRADA BIOGRAFIA DE KHON KONCHOG GYALPO
 
 
A SAGRADA BIOGRAFIA DE KHON KONCHOG GYALPO
(Resumida)
 
 


Sakyapa Ngawang Kunga Sonam
 
 
 
KHON KONCHOG GYALPO nasceu em 1034 e desde pequeno recebeu muitos Ensinamentos de seu pai e irmão mais velho. 
Um dia ele foi a um banquete e assistiu a muitos rituais e danças.  Quando voltou para casa disse para seu irmão mais velho: "Hoje o tantra  parece uma hipocrisia e assim os autênticos meditadores das tradições antigas vão ter dificuldades de  atingir realizações. Nós temos o direito de decidir que Dharmas devemos praticar. Vamos queimar nossos textos e objetos sagrados como tesouros escondidos".
Dizendo assim eles os queimaram. 
Entretanto, devido aos protetores, não conseguiram queimar os textos de Yangdak e Purba, e foi por isso que essas práticas se tornaram básicas na família Khon. [Yangdak deixou de ser praticado porque é similar a Hevajra, e Purba é Vajrakilaya].
Então o irmão velho disse: 
"Eu estou ficando velho. Você é jovem, deve aprender um novo tantra. O mestre Drokmi {LOSAWA] Sakya Yeshe é famoso  e grande erudito. Estude com ele".
Para encontrar Drokmi Lotsawa , KHON KONCHOG GYALPO primeiro encontrou Chin Lotsawa de quem ele recebeu a Iniciação de Hevajra e explanações. Antes de terminar as explanações, Chin Lotsawa faleceu, e antes de morreu aconselhou o discípulo a procurar Drokmi.
Assim fez. Drokmi Lotsawa lhe disse: "É bom você ter procurado o avô depois da morte do pai". 
Aí KHON KONCHOG GYALPO vendeu suas terras e ofereceu [para Drokmi], além de17 cavalos e jóias para pedir que ele ensinasse o Landré [Hevajra].  
Foi assim que KHON KONCHOG GYALPO se tornou famoso mestre de Landré dentre todos.
Ele recebeu  muitos outros Ensinamentos etc. de vários mestres, entre os quais BARI LOTASAWA, e construiu estupas etc. 
Um dia ele foi ao alto de uma montanha para gozar a vista. Dali ele viu que o Monte Pombori se parecia com um elefante deitado, e por isso viu que ali era auspicioso lugar para construir um mosteiro.
Ele falou com o chefe da região e com o proprietário das terras que recusaram pagamento. Mas KHON KONCHOG GYALPO sabia que um pagamento  iria promover a estabilidade do futuro, portanto pagou com jóias etc. E aquelas famílias lhe deram a posse das terras.
Assim, com 40 anos, em 1073, ele começou a construir o Mosteiro dos Gloriosos Sakyas, o qual é o assento de Vajradhara no Tibet. (Trad do tibetano por Lama Kalsang Gyaltsen e Ane Kunga Chodron). Trad. R. Samuel.
 

BIOGRAFIA DE SACHEN KUNGA NYINGPO



SAGRADA BIOGRAFIA DE SACHEN KUNGA NYINGPÔ
Por
 Sakyapa Ngawang Kunga Sodnam 
  
Dessa época em diante, os descendentes da linhagem de Sakya são conhecidos como a “Raça dos Deuses” e o “Clã de Khon,” e “Linhagem de Sakya.”  
A cônjuge principal de Konchog Gyalpo, Dorje Chukmo, não gerou nenhum filho. Porém, o mestre de Konchog Gyalpo,  Namkaupa Chokye Gyaltsen, percebeu, na sua visão pura que, se Konchog Gyalpo fosse unir-se com Machig Shangmo, eles teriam um filho que seria uma emanação de Avalokiteshvara, e a reencarnação do Bodhisatva Jinba Pal que  naquele tempo que morava no estado de bardo na forma de Avalokiteshvara. Pelos meios hábeis de Namkaupa, Sachen Kunga Nyingpo, o fundador do Sakyapa glorioso, o ornamento da coroa de todos  Vajradharas do Tibet, foi concebido no útero de Machig Shangmo. Esta é a história de como Namkaupa estabeleceu as conexões auspiciosas que produziram o filho de Konchog Gyalpo.  
O Senhor dos Mahasiddhas,  Namkaupa Chokye Gyaltsen, estava meditando no monastério Kaukyelhe. Na sua meditação, ele percebeu Avalokiteshvara Karshapani claramente com uma face e duas mãos, a mão direita no gesto de dar excelente dádiva, a mão esquerda segurando uma flor de utpala com o dedo polegar e dedo anular, adornado com seda e ornamentos preciosos,  de pé uniformemente com duas pernas. O Bodhisattva  apareceu no céu sobre Vale de Kargong, no meio de um arco-íris multicor, de maneira do estado de bardo. Refletindo nesta visão, Namkaupa percebeu que uma emanação de Avalokiteshvara estava próxima de  aparecer.  
Para estabelecer conexões auspiciosas, Namkaupa convidou freqüentemente Konchog Gyalpo a visitá-lo vindo de Sakya. Na maioria das visitas, chegava Konchog Gyalpo e voltava no mesmo dia. Um dia, as conversações  duraram até o sol descer. Namkaupa lhe deu um presente, enquanto dizia: “Você deve partir agora, está muito tarde. Você deve ficar hoje à noite no Vale de Kargon. Use isto como o preço de seu alojamento.” Konchog Gyalpo pensou, “eu estou desapontado totalmente com Namkaupa que não estendeu um convite para que eu ficasse hoje à noite na sua casa,” e partiu.  
Antes de cruzar Truma Pass, Konchog Gyalpo olhou para atrás e disse, “O lama não tem compaixão e manda sair este homem velho na noite.” Tendo cruzado a passagem desapontado,  assim a passagem foi conhecida depois como Passagem da Decepção, e o desfiladeiro no outro lado foi conhecido como Desfiladeiro da Decepção. Porém, pensando seguir as instruções do lama, ele viajou lentamente, chegando no Vale de Kargong, logo antes do pôr-do-sol.  
Coincidentemente, Machig Shangmo estava voltando para casa, e circum-ambulava  trazendo certa água do rio. Este sinal auspicioso aconteceu sem pre-arranjo. Konchog Gyalpo lhe perguntou, “Posso eu ter alojamento durante a noite?” Machig Shangmo  ofereceu-lhe boas-vindas respeitosamente e um convite. Konchog Gyalpo lhe falou que  gostaria de comprar um pouco de cerveja, e Machig lhe trouxe a primeira porção de chang fresco em um recipiente bom sem qualquer racha ou defeito. Konchog Gyalpo percebeu que este também era um presságio auspicioso.  
Naquela noite, Konchog Gyalpo ficou naquela casa de acordo com as instruções do seu professor Namkaupa, e presságios extremamente auspiciosos aconteceram.  
  
Depois disso, quando o orvalho estava a ponto de cair, Namkaupa convidou Machig Shangmo, enquanto dizendo, “eu sou o que tem a responsabilidade para oferecer o melhor possível serviço a você.” 
Ao receber o  convite dele, Machig Shangmo ficou em Truma. 
Não muito tempo depois, quando Konchog Gyalpo tinha 59 anos, no ano do Macaco de Madeira (1092), pelo mês de Angir,  Sachen Kunga Nyingpo, o muito compassivo, nasceu, junto com muitos presságios auspiciosos.
  
Para marcar o local onde Sachen Kunga Nyingpo nasceu, o grande Mantradhara, Senhor de Dharma Ngawang Kunga Rinchen, construiu para dominar as forças más, baseado em instruções do tantra de Kalachakra, uma estupa. Naquele momento, a área era terra vazia, mas depois o Senhor do Dharma construiu um monastério novo lá, conhecido como Monastério de Truma.  
Logo que o filho de Sachen Kunga Nyingpo nasceu, Lama Namkaupa pegou o menino no seu colo  e grandemente o elogiou, enquanto dizia, “Este é o real Avalokiteshvara, e o Bodhisattva Jinpa Pal, e não é contraditório dizer que este também é o Mahasiddha Virupa.” 
 Kunga Nyingpo jovem amadureceu rapidamente, e todos os que o viram ficavam cheios de alegria e delícia. Então, ele foi chamado Kunga Nyingpo que quer dizer “Essência da Alegria para Todos.” 
Kunga Nyingpo continuava com sua mãe, não revelado para a  esposa de Konchog Gyalpo,  Dorje Chukmo.  
Logo Dorje Chukmo soube da  existência de Kunga Nyingpo, e disse a Konchog Gyalpo: “Nós estávamos preocupados que você não pudesse  ter um filho e detentor de linhagem. Porém, eu soube que Machig Shangmo tem um filho que é seu. Não é bom para você esconder isto de mim. É excelente que você tenha um filho. Eu não preciso de qualquer propriedade. A mãe deve ter propriedade. Na frente do Monastério de Sakya há um campo conhecido como Chuzhing que serve de oferecimento. Você deveria dar tudo além daquele campo de nossa propriedade para ela.” Dizendo assim, toda a propriedade foi transferida à mãe de Kunga Nyingpo.  
Desse modo a emanação de Avalokiteshvara  apareceu, e no futuro, muitas emanações  apareceriam sem cessar. O sagrado lugar de Sakya e os protetores do Dharma foram profetizado pelo Senhor Atisha e Padmasambhava.  
Quando Atisha visitou o Tibet, ele passou três anos no Tibet ocidental. Então, a convite de Drom Tonba, ele visitou o Tibet central, perto de Lhasa. A caminho de Lhasa, quando ele alcançou o cume da Passagem de Drongngu, ele olhou para o Monte Ponbo e viu dois yaks berrando, enquanto pastavam no lado montês. Ele os indicou para os criados dele que perguntaram o que eles simbolizaram. Ele disse, “No futuro, dois Mahakalas  aparecerão neste lugar e executarão atividades sagradas.” Esta é a profecia dos dois Sakyas principais  protetores do Dharma: Mahakala, e Quatro-braços Mahakala.  
Quando Atisha alcançou Gangue de Chaktsal, Alturas da Prosternação,  ele desmontou e pediu para os seus criados  que organizassem um santuário e oferecimentos. Lá, ele elaborou prostrações e oferecimentos para a terra branca. Os seus atendentes  pediram a razão isto, e ele respondeu, “você não pode ver nada na terra branca? Na terra branca estão sete DHI, um HRI, e um HUNG. Eu fiz prosternações e oferecimentos a essas sílabas.” Os atendentes dele perguntaram o simbolismo disto, e ele respondeu, “As sílabas simbolizam isso:  no futuro sete encarnações de Manjushri, uma de Avalokiteshvara, e uma de Vajrapani  aparecerão, seguidos por emanações incessantes do três Bodhisattvas que executarão o benefício de seres sensíveis.”  
Também, Padmasambhava profetizou em Lungsal Khandro Nyingyut, (Transmissão Oral do Claro Vale das Dakinis):  
“Esse conhecido como Kunga Nyingpo, e Sakya Lotsawa, Sodnam Tsemo, Drakpa Gyaltsen, Emanações dos três Bodhisattvas  aparecerão em Tsang.”  
  
E em outro lugar:  
  
“Tradutor de Sakya conhecido como Kunga,  
E outro nomeado Pagpa aparecerão  
Para beneficiar os seres no Tibet,  
E apoiarão a doutrina do Buddha por cinqüenta.  
Estas são emanações de Manjushri.” Loppon Rinpoche escreveu esta homenagem de Sachen  Kunga Nyingpo:  
 “Ó protetor, você é o real Vajradhara,   e não é diferente de Manjushri. " Jetsun  Rinpoche Drakpa Gyaltsen escreveu para esta outra homenagem de Sachen Kunga Nyingpo:   “Manjushri que apareceu em forma de humano.”   
E em outra seção da mesma homenagem:   
“Não diferente de Vajradhara e Manjunatha,   
Entre o lama exaltado e você, ó sagrado,  
Eu não posso fazer nenhuma distinção.”  
  
Deste modo, Khon Konchog Gyalpo, o pai de Sachen Kunga Nyingpo, estabeleceu o Monastério de Sakya glorioso, e permaneceu lá por muitos anos.   
Ele ensinou o tantra de Hevajra extensivamente,   
o qual  tinha recebido de Drokmi Lotsawa,   
e os discípulos dele foram conduzidos no caminho da maturação e liberação.   
Assim ele fez grande serviço à doutrina do Senhor Buddha ao longo da sua vida.  
No ano do Cavalo de Água, com a idade de 69, Khon Konchog Gyalpo faleceu, no santuário de Gorum,   com muitos presságios auspiciosos.   
Logo antes de ele falecer,   ele declarou no seu último testamento assim:  
  
“Este monastério é construído sobre o palácio de um naga.   
No futuro, quando a prosperidade florescer,   
o comportamento dos seres pode se degenerar,   
e o nagas podem causar dano.   
Para prevenir isto,   
coloque meu corpo,   
da mesma maneira que é,   
à cabeça de riacho de Dropo,   
e construa uma estupa para conter isto.”  
Nestes dias, a estupa é conhecida como Khon Kunbum.  
  
Como explicado acima, Khon Konchog Gyalpo teve duas cônjuges.   
A primeira, ou a cônjuge sênior, era Dorje Chukmo, que não teve nenhum filho. A segunda,ou a cônjuge mais jovem, era Machig Shangmo,   
a filha de Shangjong Guorab, doVale de Kargon.   
Ela teve filho, o grande Sakyapa Kunga Nyingpo. A maneira pela qual ele teve nascimento foi explicada acima.  
Em seguida ao nascimento desse sagrado ser,   o Monastério de Sakya começou a prosperar em termos de sua riqueza,   como também em todos os outros cumprimentos,   vindo a possuir as sete qualidades boas de nascimento nos reinos superiores.   Agora serão descritas as boas qualidades de Sachen Kunga Nyingpo de estudo  e realização.   
Estudo é descrito em duas categorias:   educação comum, e treinamento religioso incomum.  
  
ESTUDO: Educação comum  
Quanto muito jovem, Sachen Kunga Nyingpo estudou leitura, matemática, astrologia, e discurso elegante.   
Então ele estudou como avaliar os homens, mulheres, animais, e jóias.   
Ele estudou também completamente e dominou atletismos, medicamento, Sânskrito, poesia, composição, e outros assuntos.   
Ele se tornou mestre reconhecido de tudo destes campos.  
  
Treinamento Religioso incomum: Estudo Religioso geral   
Primeiro Sachen Kunga Nyingpo recebeu a iniciação de Hevajra do seu pai, Khon Konchog Gyalpo,   e muitos outros ensinos de Dharma que foram ministrados pelo pai.  
Quando Sachen Kunga Nyingpo tinha onze anos,   seu pai faleceu.   
Depois do transcurso dele,   predições astrológicas indicaram um futuro auspicioso se fossem executadas três atividades em um dia:   
rito funerário para o pai dele;   a fundação de um santuário adicional;   
e compromisso de um detentor do trono no lugar do pai.   
A mãe dele teve a responsabilidade de levar a cabo todas três destas atividades em um dia.  Ela disse,   “Seu pai dizia: Lama  ‘Bati Lotsawa é honesto e sem malícia. '   Ele e seu pai tiveram uma conexão forte,   e ele era o professor de seu pai.   Você deveria estudar o Dharma com ele.   Você ainda é muito jovem para celebrar a responsabilidade do monastério.   Então,   nós deveríamos  designa-lo como regente.”   
Dizendo assim,   ela convidou Bari Lotsawa de Yu Kharmo.  
Uma assembléia de Trang e Dragmar se juntou,   e foram executados rito para Khon Khonchog Gyalpo. No mesmo dia,   a pedra de fundação para um santuário adicional foi posta, e Bari Lotsawa foi designado o abade do monastério.   Com exceção de um campo grande conhecido como Shingmoche, todo o resto do monastério   e seus ativos foram transferidos para Lama Bari Lotsawa.  
Bari Lotsawa disse a Sachen Kunga Nyingpo:  “Você é o filho de um lama nobre.   Seu treinamento de Dharma requer sabedoria.   A deidade de sabedoria é Manjushri,   então,   você deve praticar Manjushri.”   
Dizendo assim, ele deu a Iniciação de Manjushri Arapatsa. Depois  ele disse que Sachen Kunga Nyingpo praticasse em um lugar isolado.  
Sachen Kunga Nyingpo praticou de acordo com essas instruções.  
 Enquanto meditava,  uma pessoa enorme tão branca quanto uma concha   apareceu.   Também   um leão enorme aparecia.   Ele descreveu estas coisas a Lama Pari Lotsawa,   que explicou que aqueles espíritos estavam tentando perturbar.   Lama Pari Lotsawa lhe deu a iniciação de Arya Achala,   
e urgiu recitar aquele mantra e executar aquela meditação para ele.   
Lama Bari Lotsawa também lhe deu instruções na proteção de água de Arya Achala.  
Sachen Kunga Nyingpo continuou praticando de acordo com as instruções de Bari Lotsawa,   e pôde pacificar todos os obstáculos.   
Depois de seis meses,   Ele percebeu a forma do real Manjushri.   
O lugar onde ele praticou é conhecido como Gruta de Manjushri,   
e é localizado a leste do monastério.  
Quando Sachen Kunga Nyingpo percebeu a forma  de Manjushri,   
Ele recebeu as instruções de Separar dos Quatro Apegos.   
Sete espadas de sabedoria emanaram do coração de Manjushri   
e foram absorvidas no coração de Sachen Kunga Nyingpo.   
Isto simbolizou o fato que geralmente todos os descendentes dele seriam emanações de Manjushri,   e que particularmente,   no princípio sete emanações sucessivas de Manjushri apareceriam.  
E deste modo,   Sachen Kunga Nyingpo foi diretamente santificado pela deidade tutelar, e facilmente entendeu todos os fenômenos.   
   Porém, para demonstrar as ações nobres dos sagrados, e para se associar com o trabalho de seres ordinários, ele empreendeu treinamento extenso.  
Algumas das pessoas de Sakya discutiam entre eles onde deveria ser melhor para enviar o filho do nobre para estudar, agora que ele tinha doze anos. Foi decidido que, porque o assunto do Abhidharma é vasto, ele deveria estudar este primeiro, e que ele deveria ir estudar isto com Trangti, em Rong Ngurmik, que naquele momento era o professor mais famoso daquele assunto.  
Chegando ao monastério de Trangti, não havia nenhum espaço para os monges por causa do grande número de estudantes que tinham vindo estudar. Então, Sachen Kunga Nyingpo ficou em um pátio, com uma cortina para o abrigar da chuva. Outro monge que ficava lá, vindo de Yangdro Kolepa, pegou varíola, e não teve ninguém para o alimentar. Sachen Kunga Nyingpo não pôde ficar assim vendo o monge sem qualquer ajuda, e o ajudou até que o monge se recuperou. Mas como a doença era contagiosa, o próprio Sachen Kunga Nyingpo pegou varíola e ficou severamente doente.  
Durante aquele tempo em Sakya, havia um monge chamado Aho Pagton que podia perceber os seres  não-humanos. Cedo de manhã, ele estava sentado  ao sol, quando um cavaleiro chegou a Sakya de Drachong Pass no leste, montado em um cavalo pardo, usando um chapéu com uma borda larga, e levando um chicote. Ele disse, “O que  você Sakyapá está fazendo? Kunga Nyingpo está doente.” Depois se disse que o cavaleiro era o protetor Dutgyal Todtreng. Quando Aho Pagton informou isto a outros, eles concordaram que este pudesse ser o caso, porque Aho Pagton era normalmente bastante preciso. Naquela noite, um mensageiro chegou com a notícia que Sachen Kunga Nyingpo estava seriamente doente.  
A mãe dele pensou, “se ele sobrevive não haverá nenhum problema, mas se ele falecer, não há nenhuma razão para eu voltar a Sakya, assim eu deveria trocar minhas posses para tomar outras providências, e vou para ajudar.”  
Quando ela chegou, e foram reunidos a mãe e filho, lágrimas vieram aos olhos de Kunga Nyingpô, porque ele ainda era jovem, e tinha estado longe de casa doente. A mãe dele disse: “Ó filho de uma família nobre, você deve desenvolver um coração forte. Tenha coragem. Até mesmo se você morrer agora, este é o melhor lugar, no meio de um oceano como esta assembléia [de monges].” Dizendo assim, ela tentou encorajá-lo. Ouvindo isto, Sachen Kunga Nyingpô se apoiou atrás de uma pedra que naturalmente se formou à forma da parte de trás dele, de tal modo que a impressão ainda pode ser vista hoje claramente.  
Sachen Kunga Nyingpô se recuperou gradualmente da varíola, e posteriormente  recebeu o Abhidharma Kosha  de Trangti Darma Nyingpo. Tendo recebido uma única vez, ele completamente entendeu as palavras e o significado, e todo o mundo estava pasmo da habilidade dele. Então Geshe Trangti Nyingpo faleceu. Do sucessor dele, conhecido como Changchetpa, Sachen Kunga Nyingpô recebeu o ensino conhecido como Sade Nga (Cinco Setores de Chão), Domnang Ni (Tudo Combinaram em Dois). Então, de Chong Rinchen Drak, ele estudou o texto de lógica Vramana Vniscaya (Discernimento de Válido Conhecer), e Nyayabindu (Gota de Argumentar em Cognição Válida).  
Os líderes do Monastério de Sakya enviaram uma carta a Sachen Kunga Nyingpô dizendo, “Você pode estudar lógica depois. Porque  Lama Bari Lotsawa está muito avançado em anos, não está claro quanto tempo você poderá estudar com ele. Então, você deve volver para estudar agora com ele.” Pensando que eles estavam corretos, Lama  Kunga Nyingpo decidiu voltar a Sakya para estudar com Lama Bari Lotsawa.  
Primeiro ele estudou o Tratado de Paramitas; Arya Ratna Kutra (Parede Enfeitada com Jóias Nobre); Sangye Palpoche Zhung (Sutra de Muitos Buddhas), como também instruções orais desses sutras. Ele recebeu aproximadamente duzentos segmentos de tantra de Kiriya, inclusive os ensinos adicionais associados e explicações detalhadas para prática. Do tantra de Charya, ele recebeu ensinamentos de Yamantaka, e Mahakroda Vinjaya, incluindo ensinamentos  adicionais associados. De tantra de ioga, ele recebeu os cinco textos  raiz e explicação Guhyasamaja Tantras, como também os comentários destes tantras escrito por Nagarjuna e o discípulo principal dele, e ensinos adicionais relacionados e explicações de prática detalhadas. Ele também recebeu o comentário escrito por Buddha Jana, incluindo ensinamentos adicionais e explicações de prática detalhadas; os três tantras relacionados a Yamantaka Krishna Shatura; comentário desse tantras escrito por Palzin,  incluindo ensinamentos adicionais e explicações de prática detalhadas; quatro ensinamentos em Vajrasanapati e comentários, incluindo ensinamentos adicionais e instruções de prática detalhadas; comentários em Sarvabuddha Samayayoya, incluindo ensinamentos adicionais e explicações detalhadas; a Coleção de Cem Sadhanas, e muitas instruções essenciais. Ele estudou  e aprendeu tudo isso completamente.  
Lama Bari Lotsawa manteve o posto de abade do monastério durante oito anos. Durante aquele tempo, construiu ele uma estupa de Vinjaya que continha o manto de Dharma do Buddha Kashapa, relíquias do Buddha Shakyamuni, muitas relíquias de grande siddhas da Índia e panditas, um pedaço da árvore  Bodhi, e terra colecionada de muitos lugares sagrados da Índia. Ele construiu a estupa com a aspiração forte que poderia se tornar a base da qual muitos presságios auspiciosos surgiriam no futuro. Dentro da estupa, ele pôs 370.000 dharani de Unisha Vinjaya. Para consagrar isto, ele presidiu mais de  2,000  rituais de Unisha Vinjaya. A consagração principal foi executada no dia auspicioso do oitavo do calendário lunar.  
Durante a consagração, quando Lama Bari Lotsawa lançou flores de consagração para a estupa, do corpo vaso-amoldado da estupa, alguns perceberam raios amarelos que saíram, e outros perceberam raios de ouro, até a terra e céu, cheios de luz dourada. O som de sinos foi ouvido no espaço, seguido pelas palavras, “Bem feito, bem feito,” quatro vezes. Todo o mundo que viu e ouviu assim estava pasmo. A biografia de Bari  Lotsawa escrita por Acarya Sodnan Tsemo diz que desde aquele dia, surgiram diariamente  todos os sinais inconcebíveis de auspícios para o Sakyapa.  
Também, Bari Lotsawa presenteou  Sachen Kunga Nyingpo com uma estátua de pedra de Mahakala conhecida como a Jóia que Cumpre o  Desejo. Esta sagrada estátua  é um dos quatro fluxos de convergência de ensinos de Mahakala para o Sakyapa. Então ele deu o trono do Monastério de Sakya a Lama Sachen Kunga Nyingpo, e  posteriormente ele faleceu na caverna conhecida como Caverna de Bari.  
Então, do professor Me Lhangtser de Tronba Yutse Jipor, Sachen Kunga Nyingpo recebeu o Pramana Viniscaya (Discernimento de Cognição Válida); um comentário no décimo quinto capítulo do Nyayabindu (Gota de Argumentar em Cognição Válida); e ensinos em três textos do Svatantrika escola de Madhymika.  
Depois disso, Sachen Kunga Nyingpo foi visitar  Lama Namkaupa. Dele, ele recebeu os Kiriya tantra ensinos seguintes: Rigpachok Tantra; Susiddha; Vadrabhahu; Autorização de Vajrapani Tantra; Guhyasamaja Tantra; Samadhi Externo; Três Samaya; e outro tantras, como também os comentários e ensinamentos adicionais. Do tantra de charya, Sachen Kunga Nyingpo recebeu o comentário e ensinamentos adicionais no Namnang Onjang Tantra.  
Do tantra de ioga, Sachen Kunga Nyingpo recebeu um comentário em Denyi Dupa conhecido como Ilumination de Ipseidade; Kosali Alankara; o Sripararnadya Tantra, e um comentário nisto conhecido como Vinte e cinco Mil Versos; Vajra Shikara Tantra; Datu Vinjaya Tantra Triplo; Iluminação de Mahakala; Durgati Parishoddani Tantra; Sarvaguhya Tantra; e comentários destes tantras. Ele também recebeu novamente o comentário para o Denyi Dupa conhecido como Avatara; a explicação da prática de tantra conhecida como Dorje Jungwa; o Datu Vinjaya Tantra Triplo; Nove Coroas Tantra; e outros, incluindo instruções detalhadas na prática.  
Do tantra de anuyoga, Sachen Kunga Nyingpo recebeu o comentário escrito por Nagarjuna e o discípulo principal dele conhecidos como Raios de uma Tocha; Combinação das Cinco Fases (Beira Dose de Nga); Ações Breves de Arya Deva; Fases de Ego que Abençoa; Purificação de Ofuscações Mentais; a sadhana escrita pelo mestre Nagamitra conhecido como O Vigésimo Rito de Mandala; o sadhana de Vajrasattva escrito por Chandrakirti; comentário no Druptap Kunzang escrito por Buddha Jana; comentários conhecidos como Jayanta, e Takana; as versões extensas e breves do comentário Florescem em Mão; a raiz e comentário no Quatro-cem-qüinquagésimo Rito de Mandala; o sadhana de Akshobya Vajra, um comentário disto escrito por Sonyongpa, e um esboço disto conhecido como Kahika; um comentário no Manjushri Tantra escrito por Alala Vajra, um comentário disto escrito por Chandra Guhei Shri, e outro comentário conhecido como Felicidades Conceituais; como também muitos ensinos adicionais e explicações detalhadas para prática.  
Do sutra, Sachen Kunga Nyingpo recebeu o quatro dharmas de Maitreya Bodhisattva com exceção do Mahayana Sutra Alankara. Ele recebeu o Shiccha Samuccha; o Modo de Vida do Bodhisattva; o Sutra Samuccha; como também muitos outros ensinos. Ele estudou e entendeu tudo completamente destes textos.  
As pessoas de Sakya, diziam: “Agora é importante envia-lo que estude os dharmas do pai dele.” Puhrangpa Salwe Nyingpo era o professor mais instruído desse dharmas, mas ele já tinha falecido. Entre os outros professores, o discípulo de Puhrangpa, Nyingpo Khon Jechuwa Dralhabar era o mais instruído. Ele também era da mesma linhagem da família de Khon. Então, foi decidido enviar  Sachen Kunga Nyingpo que estudasse com ele. Quando Lama  Sachen Kunga Nyingpo foi pedir para ir estudar lá, ele concordou.  
Primeiro, Sachen Kunga Nyingpo recebeu iniciação. Quando ele recebeu a autorização preliminar, ele sonhou com um rio vermelho enorme que era o oceano de samsara, com três pontes por isto. Na margem muitas pessoas estavam buscando cruzar, lhe implorando que os levasse ao outro lado. Ele entregou três pessoas pela ponte mais distante, sete pela ponte mediana, e muitas pessoas pela ponte mais próxima. Então ele pensou, “Agora eu estou muito cansado, e eu deveria descansar ao sol.” Pensando assim, ele despertou. De manhã, Lama  Jechuwa lhe perguntou, “O que sonhou você ontem à noite?” Ele relatou o sonho dele, e Lama que Jechuwa brincou, “Com sua força, como você pode liberar mais que três?”  
Então Sachen Kunga Nyingpo recebeu ensinamentos elaborados no três tantras de Hevajra que ele previamente tinha recebido do pai dele; e o comentário conhecido como Kumuti,  incluindo ensinos adicionais e detalhados com instruções; ensinamentos de Hevajra de acordo com Brahma Preta; o comentário de texto conhecido como Naljor Jorteng; Dezoito Seções de Realização baseado em Nyingpo; e aproximadamente 25 explicações sutis adicionais relacionadas a Nyingpo que também é uma parte do ensino de Realização, como também instruções orais extremamente profundas; o comentário em Mahamaya de acordo com a explicação de Drokmi Lotsawa com outros ensinos relacionados adicionais; comentário em Buddha Kapala; Chandraguhei Bindu, incluindo explicações adicionais; explicações em Vajrapanjara; o último capítulo do Hevajra Tantra; os Quatro Sanapati; e também Mahamaya, inclusive instruções essenciais de acordo com a tradição de Marpa Lotsawa; os três tipos de Madhyamika Svahatantrika; Shiccha Sammucha; e o Bodhisattva  Modo de Vida de acordo com a explicação de Lama Ngaripa. Ele estudou e entendeu tudo completamente.  
Durante aquele tempo, Lama Jechuwa tinha aproximadamente oitenta discípulos. Dentre todos eles, Sachen Kunga Nyingpo era corretamente o mais inteligente, e compreendia o significado dos textos e lógica. Porque ele era diretamente consagrado por Manjushri, ele completamente entendia todo ensinamento que recebia logo depois de uma única audição. Lama Jechuwa grandemente admirou Sachen Kunga Nyingpo, e era mesmo devotado a ele.  
Naquele tempo, um dia Sachen Kunga Nyingpo ouviu que Seton tinha vindo para a área de Doktud, e estava dando um ensino de Dharma público. Geralmente, Sachen Kunga Nyingpo não gostava de multidões, mas porque o ajuntamento daquele dia era um ensinamento de Dharma, e Se Karchungwa (o Lama Seton) era um bom lama, e o ensino era uma iniciação, ele decidiu ir com outros discípulos de Khon Jechuwa.  
Quando eles chegaram, Lama  Se Karchungwa estava se sentando no trono cercado por discípulos, e estava conversando casualmente com eles. Depois que os discípulos de Khon Jeohuwa prestaram os seus cumprimentos, Lama  Se Karchungwa perguntou para cada um deles, “Filho Nobre donde você é? O que estudou você? Você planeja ensinar o Dharma, ou praticar o Dharma?”  
Sachen Kunga Nyingpô foi o último a ser interrogado. Quando o lama perguntou, “Filho Nobre donde você é?” ele apontou para Sakya e disse “eu sou lá de cima,” apontando para Sakya. Quando o lama perguntou, “Quem é seu pai,” Sachen Kunga Nyingpo respondeu, “Meu pai vivia em Sakya.” Lama  Se Konchungwa disse: “Oh sim, aconteceu estar lá um bom lama que era meu professor. Mas ele faleceu, e eu nem mesmo tive notificação do seu transcurso. Estes dias ouço eu que alguém chamado Bari está lá, mas eu não tenho nenhum desejo de visitar. Depois dele, quem cuidará o monastério?”  
Sachen Kunga Nyingpo disse, “eu levo o nome de filho dele.” Lama  Se Karchungwa disse, “o Filho Nobre, não fale o que não é verdadeiro. Meu lama não teve nenhum filho.” Sachen Kunga Nyingpo não pôde responder porque a primeira cônjuge do pai dele, Dorje Chukmo, não teve nenhum filho. Porém, os amigos dele explicaram a situação, enquanto dizendo, “Isso é verdade. Embora Dorje Chukmo não teve nenhum filho, Khon Konchog Gyalpo teve outra cônjuge, Machig Shangmo, que morou em um lugar diferente que teve  este filho.”  
Lama que Se Karchungwa exclamou, “Embora é dito que o vivo nunca pode conhecer o morto, hoje isso aconteceu!” “Venha a mim,” e chorando ele puxou Sachen Kunga Nyingpo nos seus braços, e as lágrimas dele caíram na cabeça dele.” Ele disse, “O corpo deste homem velho possui um ensino de Dharma precioso. Eu quero transmitir isso a você. Você deve vir me ver imediatamente. Se você pensar que você virá depois, no ano que vem, já terá sido tarde, terei seguido para outro reino. Não há nenhum tempo para procrastinar.” Dizendo assim, ele pediu para Sachen Kunga Nyingpo que ficasse à noite.  
Naquela noite, Lama Se Karchungwa explicou o esboço geral do Ensino  Lam Dre, e como também vários adicionais ensinos de Lan Dre para dispersar obstáculos. No próximo dia que Sachen Kunga Nyingpo volveu a Khon Jechuwa, e começou a fazer preparações e arrumar as malas para ir receber ensinos de Se Karchungwa, os dois companheiros de casa, Tonba Dorje Wod, e Shangtsun Ratsa contaram para Sachen Kunga Nyingpo, “Khon Jechuwa grandemente o admira e é mesmo devotado a você. Você é o favorito entre os estudantes dele. Geralmente, na tradição de Vajrayana, tudo que você faz, é importante perguntar o guru. Até mesmo se você decidiu ir, você deveria perguntar para o lama antes que você procedesse.”  
Pensando que eles eram certos, Sachen Kunga Nyingpo foi explicar o plano dele a Khon Jechuwa. Lama Jechuwa lhe perguntou por que ele quis ir, e Sachen Kunga Nyingpo explicou que ele quis receber as instruções. Lama  Jechuwa disse, “Você julgou mal Se Karchungwa. Ele não tem nenhuma instrução oral. O apelido daquele professor é “Se confia na língua dele.” Ele há pouco colecionou vários restos de ensinos de Lama Ngaripa, e agora ensina estes a outros.” Dizendo Jechuwa assim para o Lama, não deram permissão para Sachen Kunga  Nyingpo para ir.  
Sachen Kunga Nyingpo pensou que embora ele não tinha recebido permissão este ano, de alguma maneira, que ele poderia poder ir ano que vem. Porém, quando o próximo ano chegou, Sachen Kunga Nyingpo ouviu aquele Lama  Se Karchungwa tinha falecido, como tinha dito a ele que iria. Então Sachen Kunga Nyingpo sentiu pesar profundo, mas não havia nada que poderia ser feito.  
Vários anos depois, Sachen Kunga Nyingpo pensou que ele quis convidar a Lama Khon Jechuwa para Sakya a ensinar o Dharma. Para aquele propósito, ele colecionou aproximadamente 300 bolsas de cevada, e muitas outras necessidades. Ele também juntou alguns discípulos para receber os ensinos. Enquanto Sachen Kunga Nyingpô estava comprometido nestas preparações, o Lama Jechuwa ficou doente e enviou um mensageiro que pediu para Sachen Kunga Nyingpo viesse vê-lo. Ele foi imediatamente, mas quando ele chegou, Lama que Jechuwa já tinha partido, deixando um testamento que declava que  Sachen Kunga Nyingpo deveria tomar ordenação monástica completa e deveriam conduzir os discípulos dele e o monastério.  
Depois que os ritos funerários tinham sido completados, Sachen Kunga Nyingpo voltou a Sakya. Em Sakya, planejando seguir as instruções do seu professor, ele empreendeu adquirir as vestes  de monge necessárias. Ouvindo falar destas preparações, Lama Namkaupa enviou mensagem que Sachen Kunga Nyingpo deveria vê-lo. Quando Sachen Kunga Nyingpo chegou, Lama que Namkaupa disse, “eu ouvi que você está colecionando as roupas de monge. Para que propósito está fazendo você isto?” Sachen Kunga Nyingpo respondeu, “eu estou planejando para levar ordinação completa.”  
Lama Namkaupa não lhe falou nada, mas Kunga Nyingpo disse, “eu quero, porque estas foram as últimas instruções de meu professor Lama Jechuwa.” Lama que Namkaupa disse, “Ele e eu somos iguais nisso, ambos somos seus professores. Você deveria escutar as instruções do que está vivo em cima das instruções do que faleceu.” Lama que Namkaupa também disse, “se você não tomar  ordenação, será de muito mais benefício à doutrina de Buddha e seres sensíveis.” Dizendo assim, ele não deu permissão.  
Embora Sachen Kunga Nyingpo não recebeu permissão para tomar ordenação, ele tomou o papel principal dos discípulos de Khon Jechuwa. Sabendo que  Mel Lotsawa era o professor de Lama Jechuwa, Sachen Kunga Nyinpo decidiu ir  visitá-lo em Khongtang Ngatse, e levou todos os textos de Chakrasamvara de Lama Jechuwa com ele. De Lama Mel Lotsawa, ele recebeu ensinos na Raiz de Chakrasamvara Tantra e tantras de explicação; Vajra Dakini; Abhidana; Heruka Ngonjung; Kunchut; Sambuta; Unificação do Quatro Yoginis; Dakini Ngonjung; os comentários no Vajra Dakini e Kunchut escritos por Luhipa e ensinos adicionais relacionados, e um comentário escrito por Vajra Gantipa; as Seis Iogas de Naropa; Vajra Yogini da tradição de Naropa; Instruções Orais Detalhadas no Avaduti; comentário no três tantras de Yamantaka Preto; comentários nesses tantras de duas tradições; Instruções no Vajra Panjari Tantra escritas por Naropa; três comentários no Bodhisattvas, incluindo os ensinamentos adicionais; Raiz de Chakrasamvara Tantra de acordo com a tradição de Lotsawa Rinchen Zangpo; O Ciclo de Gyawa Zangpo por Mestre Kokana e três outros comentários; o ritual de como construir mandala; o sadhana de Chakrasamvara, homenagem, de acordo com o tantra  raiz da tradição de Atisha com comentário; a sadhana de Abhidana, e explicação; o Arya Achala e Vajrapani pratica; muitos ensinos na sadhana de Tara; outros ensinos adicionais; explicações dos votos de Chakrasamvara; o sadhana de Chakrasamvara escrito pelo Kashmiri mestre Ratna Vajra; colecionou ensinamentos de Madhyamika em argumentar; o Shiccha Samuccha; colecionou ensinamentos em homenagens escritas por Nagarjuna; como também vários ensinos de raiz, comentários, e ensinos adicionais adicionais. Ele estudou e entendeu tudo completamente.  
Sachen Kunga Nyingpo entendia tudo completamente dos ensinamentos que ele recebia com uma única audição. Lama Mel Lotsawa mostrou alguma indicação que ele não pudesse acreditar nesta declaração: “Algumas pessoas esperam dominar com uma única audição o que outros precisam gastar as vidas inteiras para dominar.” É dito que Mel Lotsawa proferiu isto nitidamente.  
Uma vez, quando Sachen Kunga Nyingpo não estava lá, Mel Lotsawa e alguns dos discípulos dele estavam aprendendo o mantra de togdun (coleção de 7 mantras de conceitos). Os discípulos não sabiam como reunir um quebra-cabeça de pedaços do mantra. Sachen Kunga Nyingpo chegou, e facilmente lhes mostrou como reunir isto. Mel Lotsawa se levantou de repente e disse: “Esses que eu desejei aprender isto, não podem entender isto. Esse que eu não desejei aprender isto, entendeu isto.” Sachen Kunga  Nyingpo se desapontou, e se sentou em um lado, pensando. Os outros monges e o lama tentaram organizar outro mantra. Então mostraram os pedaços do mantra que eles estavam aprendendo para Sachen Kunga Nyingpo. Ele os apanhou e os devolveu, enquanto dizendo, “Aqui está o mantra.” Mel Lotsawa ficou deleitado e disse: “Este é um sinal auspicioso que o Dharma será de benefício a você.”  
Quando Sachen Kunga Nyingpo estava voltando a Sakya, Lama  Mel Lotsawa disse,: “O Dharma que eu lhe dei é Dharma que realmente pode produzir Budeidade. Esses dias, dizem as pessoas: “Eu darei a autorização de minha linhagem, e em uma proteção eles puseram o desígnio de um loto com oito pétalas na jarda de cabra velha. Nisso, eles puseram um jarro amarrado por fio lanoso. Você nunca deveria usar deste modo meu Dharma dentro.” Sachen Kunga Nyingpo respondeu, “eu nunca ousaria fazer tal coisa a seu sagradoDharma!” Dizendo assim, ele partiu.  
No caminho, na área de Yeru, Sachen Kunga Nyingpo deu uma iniciação e o Bodhisattva  a um grupo das pessoas. Lá, ele recebeu 17 moedas de ouro que ele enviou por um iogue a ser oferecido a Lama Mel Lotsawa. Quando o iogue chegou ao lugar de Mel Lotsawa, o lama estava se sentando à cabeça de um banquete. Os criados dele falaram ao lama que alguém tinha vindo de Sakya para o ver. O lama disse, “Ele deve estar precisando de  comida, assim lhe dê a mesma comida.” Falando deste modo, Lama Mel Lotsawa não  convidou o iogue a se unir a ele. Enquanto isso, o lama se levantava e se sentava muitas vezes.  
O iogue enviou para a Lama Mal Lotsawa uma declaração de mensagem: “Eu vim de Sakya com algo que  oferecer-lhe. Eu posso vê-lo?” Agindo de um modo um pouco incomum, o lama se levantou, foi até o iogue e disse: “Você disse que tem algo para me dar. O que tem você?” O iogue respondeu, “eu trouxe um pouco de ouro que foi enviado por Sachen Kunga Nyingpo.”  
O lama perguntou: “Quanto tem você?” O iogue disse, “Ele me enviou com 17 moedas de ouro.” O lama tirou uma moeda de ouro do próprio bolso dele e disse, “Acrescente isto a esses. Agora tem 18. Ofereça isto publicamente a mim,  explicando quem os enviou.”  
Depois, quando o iogue fez como o instruído, Lama Mel Lotsawa disse, “Kunga Nyingpo é dono de samaya inconcebível. Eu não percebi isto sobre ele. Peça que venha me ver este ano novamente. Eu ainda tenho mais Dharma que eu gostaria de lhe dar.”  
Em seguida o iogue voltou a Sakya com a mensagem, e Sachen Kunga Nyingpo teve a intenção de ver Mel Lotsawa. Quando ele chegou, Mel Lotsawa deu ensinos no Parishodani Tantra; o tantra de consagração conhecido como Sete Filiais;  sadhanas de Vajrasattva elaborada e breve; a explicação de prática conhecida como Oito Filiais; e especialmente a autorização de Mahakala e sua sadhana. Mel Lotsawa também lhe deu uma bandeira preta que era um objeto sagrado de Mahakala, um vajra de aço com nove raios, e a máscara de Mahakala conhecida como Senba Ngapo Phurshi, que é o mais excelente entre os quatro fluxos convergindo do santuário de Mahakala em Sakya. Quando Mel Lotsawa deu estas estátuas a Sachen Kunga Nyingpo, ele instruiu Mahakala, da maneira como uma pessoa que fala com outra,: “Agora eu sou tão velho que eu não preciso mais de você. De agora em diante, você  segue o Khon Sakyapa e os seus descendentes, e faça tudo que eles instruírem.” Sachen Kunga Nyingpo aceitou os objetos sagrados e voltou com eles a Sakya.  
No oeste de Sakya, havia um professor de Purang de quem Sachen Kunga Nyinpo recebeu o Chakrasamvara de acordo com o Mestre Nepalese  Bhadanti; os três ciclos de Guhyasamaja conhecidos como Argam, etc.; o Kalachakra Tantra, instruções, e ensinos adicionais; e alguns ensinos relacionados ao tantra de kriya. Sachen Kunga Nyingpo aprendeu tudo completamente, e Purang Lotsawa o presentiou com uma auto-surgida imagem de Mahakala em um pedaço de madeira carbonizada que tinha sido usada para cremar o sagrado corpo  de Dramze Choktse.  
Sachen Kunga Nyingpo convidou  Lama Chura Achab da região de Drikung de Kham e recebeu dele ensinamentos de Guhyasamaja de acordo com a linhagem de Nagarjuna na tradição de Deva Vajragarbha; a transmissão de Arya Manjushri nas tradições de Buddha Jana e Menbeshap; Dezessete ensinamentos de Dharma de acordo com Buddha Jana; comentário no tantra conhecido como Árvore Real Preciosa como também sua transmissão de leitura; o ritual de mandala escrito por Dipamkara Badhra; vários ensinamentos de acordo com Menbeshap; e um ensinamento  conhecido como Tesouro do qual Realização Surge na própria tradição de Chura Achab. Ele aprendeu e entendeu tudo completamente.  
  
Sachen Kunga Nyingpo também recebeu ensinamentos de acordo com Vajrasanapati escrito por Bhawapa, inclusive os ensinamentos adicionais; comentário de duas tradições em Mahamaya; comentário e ensinamentos  adicionais no Vajra Amrita Tantra; e oitenta métodos de focalizar a mente.  
Do pandita de Nepal Padma Shri, Sachen Kunga Nyingpo recebeu comentários em Manjushri; e o Kalachakra e suas instruções orais, como também muitos outros ensinamentos. Do Nepali mestre Jana Vajra, ele recebeu ensinamentos de Vajrayogini. Do iogue da Índia Bhadra Rahula, ele recebeu muitas instruções orais. De Mestre Ngog, ele recebeu a explicação do Prajnaparamita da tradição de Atisa; 20.000 versos de raiz do Pranaparamita e seu comentário; a raiz 8,000 versos do Prajnaparamita e comentário; a raiz e comentário do Prajnaparamita Alanakara; raiz e comentário para o sutra condensado; a raiz e comentário nos condensados 8.000 versos do Prajnaparamita; como também alguns ensinamentos  de Dharma de acordo com a tradição do mestre Shantipa. Ele estudou e entendeu tudo completamente  esses ensinamentos.  
Isto completa a explicação do treinamento religioso geral de Sachen Kunga Nyingpo, dentro da categoria de treinamento religioso incomum.   
  
Treinamento Religioso incomum:   
Recebendo o Ensinamento Precioso do Lan Dré
  
Desejando receber o Lam Dre, Sachen Kunga Nyingpo indagou quem eram os melhor qualificados entre os discípulos de Lama Se Karchungwa.   
Alguns disseram que Shama era o melhor, mas outros com mais informação disseram que Shama não tinha recebido o LamDré inteiro, e que os irmãos de Shangton eram os melhores qualificados entre os que tinham recebido as instruções plenas.   
O mais jovem dos irmãos de Shangton já tinha falecido, mas o mais velho,   
que era mais instruído, ainda estava vivo.  
Pensando nisso Sachen quis viajar para onde o Shangton mais velho vivia, e  
pediu permissão de Lama Namkaupa. Lama Namkaupa respondeu,   
“Aquele meditator tem falso ensinamento,   e pode não ter nenhuma instrução oral.   Se você tem fé no Dharma,   eu já lhe dei a prática de Guhyasamaja.   
Por que não se concentra nisso?”   
Dizendo assim ele não consentiu.   
Sachen Kunga Nyingpo respondeu, “Eu acredito fortemente que ele tem o ensinamento,”   e assim Lama Namkaupa concordou,   
“Bem,então, vá ".  
Sachen Kunga Nyingpo viajou a Sagthang,   onde Shangton vivia.   
Quando ele chegou,   ele conheceu um grupo de tecedores,   
de quem perguntou ele: “Eu vim longe de conhecer Lama Shang Gonpawa.  
 Onde ele vive?”   Um dos tecedores apontou-o, declarando:   
“Aquele ali em cima é ele.”   
Sachen Kunga Nyingpo olhou e viu um homem que usava por baixo roupa de praticante de Dharma,   e um colete de couro de cabra que estava ao avesso.   Ele estava enrolando lã,   e conversando ruidosamente com as pessoas ao redor dele.   
Sachen Kunga Nyingpo se aproximou e se prosternou a ele,   prestando os seus cumprimentos.  
O homem disse: “Você parece com um filho de família nobre de longe,   
e como um seguidor da tradição de tantra novo. Você não me confundiu com outra pessoa?”  
Sachen Kunga Nyingpo respondeu,   “Eu não estou enganado.   
Eu vim pedir de você o precioso ensinamento  Lam Dre»   e ofereceu um jogo de armadura como um símbolo.  
Lama que Shangton disse:   “Você está certamente enganado.   
Eu não sei  sobre o que você está falando.   Até hoje,   eu nunca nem mesmo ouvi falar desse ensinamento. Eu dou algum Dzogchen Tsamunti,   e ensinamentos no ciclo de Brahmin.   Se você fosse escutar meus ensinamentos,   um seguidor analiticamente orientado que gosta do tantra novo você teria dúvidas provavelmente sobre eles.”   
Novamente Sachen Kunga Nyingpo pediu pelo ensinamento Lam Dre,   
e novamente Lama Shangton negou que ele soubesse qualquer coisa sobre isto.   
Sachen Kunga Nyingpo pensou que talvez ele tinha estado enganado,   
porque o modo como Lama Shangton olhava  e agia sugeria que ele poderia não ter as instruções orais do Lam Dre,   assim Sachen Kunga Nyingpo pediu licença de Lama Shangton e partiu.  
Então o pai de Chosei Odchog disse a Lama Shangton: “Você pensa que é melhor o recusar?   Eu penso que ele é aquele estudante de Lama Jechuwa a quem Lama  Se Karchungwa abraçou quando nós estávamos em Sakya,   dizendo ele era o filho do próprio lama dele.”   
Lama Shangton respondeu: “É mesmo aquele? Se isso é o caso,   
recusar seria quebrar samaya.   Por que não vai você conferir para ver se ele é a mesma pessoa ou não.”  
O pai de Chosei Qdchog foi atrás de Sachen Kunga Nyingpo,   e voltou com ele ao Lama Shangton,   que percebeu depois de alguma discussão que ele era o filho de Khon Konchog Gyalpo.   
Lama Shangton disse, “Antes eu não sabia quem era você,   assim eu  não lhe contei a verdade.   Eu tenho o ensino,   mas eu preciso contemplar isto um pouco,   porque eu nunca ensinei isto antes.   Recentemente,   
Seton Dorjung convidou muitos panditas grandes e pequenos para esta área de Torkado,   e eles estão dando ensinamentos de Dharma.   
Enquanto há muitos grandes tradutores e panditas que dão ensinamentos de  Dharma,   não é satisfatório para um iogue velho como eu ensinar.   
Assim, por enquanto,   vá preparar as providências necessárias para receber os ensinamentos.   Na estação da primavera,   os panditas terão terminado os ensinos,   e então nós começaremos.”   
Depois,   Sachen Kunga Nyingpo disse,   “O pai de Chosei Odchog foi extremamente bom,   e o que ele fez foi de benefício enorme a mim,   
melhor do que se ele tivesse me dado cem cavalos. '  
Naquela primavera,   Sachen Kunga Nyingpo voltou a Lama Shangton.  
 No primeiro dia,   Lama Shangton falou sobre tópicos casuais em geral,  
 e lhe fez perguntas gerais pelo três tantras de Hevajra.   Sachen Kunga Nyingpô tinha estudado estes profundamente,   e assim pôde responder a cada pergunta completamente. Lama Shangton estava contente,   e disse:   
“Você estudou excelentemente,   e eu aprecio isto.”   Logo,   Lama Shangton perguntou:   “O tantra descreve 32 veias principais no corpo.   Como um praticante põe isso no caminho?”.  Como era uma pergunta  baseada nas instruções secretas, Sachen Kunga Nyingpo não pôde responder,   
mas por causa do modo como Lama  Shangton perguntou,   Sachen Kunga Nyingpo poderia ver que ele teve as instruções orais profundas,   e estava cheio de admiração.   
Em seguida, Sachen Kunga Nyingpo recebeu os preliminares e iniciações,   
como também algumas outras instruções orais.   
No dia acertado para que o precioso LanDre  fosse começar,   a língua de Lama Shangton tinha inchado,   assim o ensino foi adiado.   
Ele disse:   “Algum tipo de samaya quebrado existe entre nós,   
assim você deveria fazer oferecimentos de mandala e deveria recitar as 100 sílabas de recitação de Vajrasattva.”   
O grande Lama Sachen Kunga Nyingpo pensou:   “Eu não posso pensar em nenhum modo no qual samaya poderia ter sido estado quebrada,   a não ser que no primeiro dia que eu o vi,   eu pensei do modo que ele agiu,   
que ele poderia não ter as instruções orais.   Talvez seja este o problema.”   
Focalizando nisto,   ele ofereceu muitas mandala e recitações de Vajrasattva,   e gradualmente Lama que Shangton se recuperou.  
  
  
Os ensinos começaram a um passo lento. Um dos atendentes de Lama  Shangton perguntou por que ele não apresentava os ensinos mais depressa, de forma que Sachen Kunga Nyingpo não teriam ficar tão longo tempo. Como o conhecimento de Lama Shangton era profundo, ele disse: "A apresentação destas instruções orais preciosas deveria ser como alimentar de carne a um cachorro?».  Desse modo, ele deu os ensinos tão gradualmente que quatro invernos e quatro verões foram necessários receber o ensino inteiro. Neste período, Lama Shangton deu as instruções orais completas sem omitir qualquer coisa, por causa do laço de linhagem, já que Sachen Kunga Nyingpo era o filho de Konchog Gyalpo que tinha sido o professor do próprio guru-raiz dele, o Lama Se Karchungwa.  
Em resumo, durante o ensino, Lama Shangton deu as instruções orais completas, inclusive as nove linhagens de ensinos de Hevajra, vinte e cinco instruções sutis, e ensinos adicionais detalhados em cada um destes. Como  apoio adicional para o ensinamento Lam Dre, ele deu uma explicação profunda do tantra de Hevajra, uma explicação da Raiz de Guhyasamaja Tantra, o Sarvabuddha Samayoga Tantra, a Raiz de Hevajra Tantra, a Raiz de Chakrasamvara Tantra, Raiz de Sricatuhpithaka Tantra, o Mahamaya Tantra, e explicações de várias tradições do Manjushri Namasamgita. Sachen Kunga Nyingpo recebeu tudo isso completamente  e os entendeu completamente.  
Finalmente, quando as instruções orais foram completadas, e a profecia para prática seria dada, Lama Shangton instruiu Sachen Kunga Nyingpo: “Durante os próximos dezoito anos, nem sequer o nome do ensino não deve passar  de seus lábios. Desnecessário dizer, você não deve ensinar ou transmitir isto aos outros. Nem deve colocar isto  por escrito. Depois disso, você se tornará o detentor do ensino; assim, se você desejar escrever isto, ou ensinar  a outros, a decisão é completamente sua.” Dizendo assim, ele completamente escondeu os ensinamentos. Lama Shangton falou para Sachen Kunga Nyinpo, “Se você concentrar principalmente na prática, você alcançará o  excelente  grande mahamudra dentro desta vida. Se ao invés, você se concentrar principalmente em ensinar o Dharma a outros, beneficiará incontáveis seres. Em particular, três de seus discípulos alcançarão o excelente e grande mahamudra sem abandonar seus corpos. Sete de seus discípulos alcançarão a fase de paciência, e aproximadamente oitenta atingirão elevada realização.” Assim Lama  Shangton profetizou.  
Então, temendo esquecer o precioso ensinamento LanDre, Sachen Kunga Nyingpo fez o compromisso de contemplar isto uma vez em sua totalidade por um mês, e recitar os Versos Vajra seis ou sete vezes cada dia. Depois disto, ele deixou a presença de Lama Shangton.  
Por isto, Sachen Kunga Nyinpo não deu o ensinamento Lam Dre durante a primeira parte da sua vida, porque tinha sido proibido estritamente. Então, o ensinamento precioso só permaneceu como instruções orais.  
Quando dezoito anos tinham passado, Lama Aseng soube que Sachen Kunga Nyingpo possuía o ensinamento Lam  Dre. Ele pediu, “eu soube que você tem o precioso ensinamento Lan Dre, mas você nunca mencionou que tem isto. Eu gostaria de lhe pedir que me dê este ensinamento, e de escrever isto.” Este pedido veio da  maneira que o período de dezoito anos de encobrimento foi completado. Em deste modo, o ensino foi pedido.  
Sachen Kunga Nyingpo pensou que este era um presságio auspicioso, e assim ele ensinou o Lam Dre a Lama Aseng primeiro. Ele também escreveu o Lam Dre Donduma, ou Condensação do ensinamento Lam Dre. Depois disso, de acordo com vários discípulos que pediram, Sachen Kunga Nyingpo deu o ensinamento Lam Dre  muitas vezes, e escreveu onze comentários: Gathengma, Shujema, Lokchama, etc. Dentre eles, o Lam Dre que foi escrito para Geshe Nyak, o que tem menos palavras, significado mais elaborado, e é melhor escrito. Então, até agora, este texto é o primeiro usado para estudo.  
Também, Sachen Kunga Nyingpo deu os ensinamento seguintes e escreveu os textos seguintes baseado no precioso Lam Dre: Toda a Causa de Base Tantra; O Mandala do Corpo; Assento e o Resto; Examinando os Sinais de Morte; Resgate de Morte; Instruções para o Último Momento; Ioga de Gotas; Características de Mudras; Instruções Essenciais em Fechar as Portas com Letras; Quatro Bardos; Autorização de Caminho; Quatro Autenticidades; Seis Instruções Essenciais; Cinco Interdependentes; Vajra Dakini Fogo Puja; Dispersando Contaminação no Lavar; Dispersando Contaminação por Tsa Tsa; Vigiando as Gotas; Como Recitar as Cem Sílabas; Vigiando o Caminho dos Sete Ares; Catorze Letras do Bhaga; Selo dos Quatro Acompanhamentos; Prática no Décimo Terceiro e um  Meio Bumi; e Versos Sumários.  
Além disso, ele escreveu o texto raiz: Não Diferença entre Samsara e Nirvana, e um comentário disto; Pontos Essenciais das Quatro Autorizações; Cartas das Três Autorizações mais Altas; Instruções em Criação Externa; Pílula de Néctar Sadhana; Instruções para Dispersar pelos Sete Rastros Estreitos; Quatro Essências de Prevenir  a Prática Sem Análise; Dispersando Desequilíbrios nos Elementos do Ar e Ação; Trinta e dois Exercícios Físicos; Lam Dre Instruções de Média Extensão; Condensado Caminho do Lam Dre; Guia de acordo com os Versos de Vajra; Guia de acordo com os Seis Pontos Essenciais; Guia de acordo com os Onze Pontos Essenciais; Guia para os Supremos, Moderados, ou Menores em Inteligência; Avançando e  retirando-se no Caminho; Avançando e retirando-se com o Mudra; Sete Instruções em Beneficiar pela Sabedoria; Doze Ações Exteriores e Internas; Ioga do Guru; Biografias de Mestres indianos; Biografias de Mestres  Tibetanos; Canção de Virupa; e um Índice para esses ensinos.  
Relacionado a outras linhagens de tantras de Hevajra, ele também compôs Cinco Instruções Orais do Inconcebível por Toksewa; Biografia de Padma Vajra; Nove Profundezas de Padma Vajra; Quatro Instruções Essenciais de Drombi Heruka; o Caminho Completo de Tummo por Krishnapa; as instruções por Ngawang Drakpa conhecidas como Não Escrito; as instruções de Nagarjuna conhecidas como Recebido na Estupa; Instruções  em Endireitar o Dobrado; e Instruções Orais de Indrabuti. Estes são conhecidos como os nove ensinamentos relacionados às instruções de Hevajra. Todos estes necessariamente não foram de autoria de Sachen Kunga Nyingpo, mas porque  foram escritos por ele, os filhos dele, e os sobrinhos dele, e são partes importantes do Lam Dre, eles são incluídos aqui.  
Textos originais escritos pelo próprio Sachen Kunga Nyingpo são: Esquematização do Tantra; Esboço dos Dois Capítulos do Hevajra Tantra; Comentário sobre uns Tópicos  Tântricos Difíceis; o resumo de tantra conhecido como a Lista de Vajra Panjari; Descrição de Nagas; Explicação de Veias; Esboço da Explicação de Vajra Panjari; comentário do Vajra texto de Garba; uma explicação da sadhana conhecida como Padma Vajra; comentário da Raiz de Chakrasamvara Tantra; Esboço do Chakrasamvara Tantra; Ritual de Mandala de Chakrasamvara de acordo com a Tradição de Krishnapa; Ritual de Mandala de Chakrasamvara Baseada em Mandala Pintada; Explanação do Significado de Ipseidade Secreta; Resumo do Olapati Tantra; Ritual de Cremação Fundado em Chakrasamvara; instruções de Olapati conhecidas como Gota Primaveral; Comentário no Olapati; Esboço do Olapati Tantra; Significado das Palavras da Ipseidade Secreta; Comentário das Sete Realizações de Vajra Vairab; Ritual de Mandala de Dezessete Taras; Coleção de instruções Orais; Proteção Chakra de Vayanasa; Petição para Lama Chura Achab; Instruções para fazer Vasos de Riqueza; Esboço da Padma Vajra Sadhana; comentário sobre a Raiz de Chakrasamvara Tantra conhecida como Guirlanda de Pérolas; e Comentário da Chakrasamvara Sadhana de acordo com a Tradição de Luhipa.  
Todos estes trabalhos foram por Lama Sachen Kunga Nyingpo claramente e completamente escritos. A maioria  não inclui no princípio uma homenagem, ou o nome do autor no fim. Também, Sachen Kunga Nyinpo escreveu Descrição de Como Desenhar Mandalas dos Três Hevajra Tantras, e comentários breves de Valra Dakini, Abhidhana, Chakrasamvara, Sambuta, Ganapati, e tantras de Takiraja.
  
  
QUALIDADES E REALIZAÇÃO   Sachen Kunga Nyingpo era completamente livre de defeitos que surgem da  transgressão mais sutil dos três votos. A mente dele estava completamente cheia de bondade e compaixão. Ele não teve nenhum apego a coisas materiais e agradou todos os seis professores pela devoção genuína e harmonia de acordo com as instruções deles. Como resultado, conexões interdependentes  auspiciosas surgiram interiormente com as quais ele podia ver as deidades tutelares frente a frente. Por essas bênçãos, ele completamente entendia a natureza de todos os fenômenos, e possuía clarividência desobstruída e poder milagroso.  
Uma explicação mais detalhada se segue. Como descrito acima, quando ele percebeu Manjushri diretamente, também percebeu Arya Achala e Tara Verde. Isto dispersou todos os obstáculos do caminho. Também, quando Sachen Kunga Nymgpo estava doente durante a sua visita a Gungtang, depois que o grande professor partiu para outro reino, ele recebeu um medicamento e instruções de Chomo Tsitsi. Depois, quando Sachen Kunga Nyingpo se recuperou e visitou o monastério da aldeia de Yeru, ele experimentou uma recaída de dois meses da mesma doença. Durante este tempo, ele esqueceu todos os ensinamentos de Dharma que ele sabia. Não havia ninguém de quem ele poderia pedir os ensinamentos novamente, e até mesmo se fosse para a Índia, não estava certo de que ele pudesse poder receber os ensinamentos novamente. Sentindo-se muito desanimado e triste, ele voltou a Sakya, e entrou em uma retiro muito estrito, fechado no santuário frio. Com orações para o guru e Tríplice Jóia, ele foi capaz de novamente recuperar alguns dos ensinamentos. Ele continuou rezando fortemente, e Lama Shang Gonpawa  apareceu no seu sonho e lhe deu ensinamentos. Por isto, ele pôde recordar tudo do Dharma que ele conheceu.  
Sentindo-se encorajado, Sachen Kunga Nyingpo rezou novamente, porém mais fortemente, e cedo de manhã, o Mahasiddha Virupa apareceu na sua frente no céu, sentado na completa postura de meditação, executando o mudra de ensino do Dharma. No seu lado direito estava o Mahasiddha Krishnapa no leste, mão direita segurando um trompete de chifre, e a mão esquerda segurando um crânio cheio de néctar. À esquerda de Virupa estava Pandita Gayadhara, usando uma roupa branca, e segurando um vajra e sino cruzados ao coração dele. Atrás dele estava Kokalipa, ajoelhado e segurando um pálio sobre Virupa. Na frente dele estava Vinasa, oferecendo néctar em um gesto de respeito.  
A terra branca das montanhas de Sakya aparecia atrás deles como compondo o quadro, e o corpo do Mahasiddha Virupa se estendia de Riacho de Bal a Riacho de Mon. Da sua boca saíram as palavras: “Tudo isto pertencem a mim.” Com esta proclamação, o Mahasiddha Virupa revelou sua face  diretamente.  
Naquele momento inconcebível samadhi não-conceitual surgiu na mente de Sachen Kunga Nyingpo. Saindo daquele samadhi, ele imediatamente composto a homenagem a Virupa conhecida como “Ah la la... “
Sachen Kunga Nyingpo permaneceu em retiro durante um mês durante o qual  o Mahasiddha Virupa  apareceu em várias formas diferentes, com e sem um acompanhamento. 
O Mahasiddha Virupa transmitiu diretamente a ele 72 ensinos de tantra  anuyoga, e muitas iniciações, bênçãos, e especialmente os quatro Dharmas profundos que nunca foram além da cerca de Sakya.
  
Quando Geshe Nyak entrou no território dos nômades do norte dar ensinamentos de Dharma, ele conheceu um praticante que mostrava sinais de que a Bodhicitta interno dele tinha sido estabilizada sobre a garganta. Geshe perguntou quem era o seu professor, e o praticante respondeu, “eu sou um discípulo de Sachen Kunga Nyingpo. Eu estudei com ele quando ele deu três anos de ensinos em Tsarkha.” 
Voltando a Sakya, Geshe Nyak contou isto aos anciões de Sakya, e perguntou quando Sachen Kunga Nyingpo tinha visitado Tsarka. Todos eles concordaram que Sachen Kunga Nyingpo nunca tinha ido a Tsarka, e na realidade nunca tinha viajado além de Gungthang.  
Deste modo, Sachen Kunga Nyingpo manifestou emanações físicas, quanto conduzia trinta meditadores simultaneamente em um lugar, dava o ensinamentos Lam Dre em Sakya, ao mesmo tempo que fazia oferecimentos para cumprir os desejos dos professores dele que partiram, ao mesmo tempo dando ensinamentos de Chakrasamvara de Mal Lotsawa, e executando um ritual de consagração para a construção da mandala por Jamyang Namkha Drimet no Dronla santuário de Chm na área de Dringtsam, ao mesmo tempo dando o ensinamento Lam Dre na região nômade do mestre dele Shangton Gonpawa, e ao mesmo tempo dando outros ensinamentos de Dharma em Shap Go Ngar. Depois se percebeu que Sachen Kunga Nyingpo executou tudo isso ao mesmo tempo.  
Isto era compreendido quando os discípulos discutiram as atividades dele entre si depois do seu transcurso, mas ninguém tinha percebido isto enquanto ele estava vivo. Conta-se que, uma vez, Sachen Kunga Nyingpo pôde executar seis emanações diferentes.  
  
SUBJUGAÇÃO DE INIMIGOS DA DOUTRINA COM PODER   Naquele momento, havia dois professores de magia negra que se dizia serem emanações dos demônios: Lachen Taktsa, o mágico negro; e Rewa Zugu, o Bonpo negro. Ambos eram extremamente ciumentos dos professores  budistas  famosos. O ciúme deles causou tentar desafiar Sachen Kunga Nyingpo e impedir suas atividades.  
Lachen Taktsa teve um discípulo de Kham conhecido como Dogyal. Ele deu para Khamba Dogyal uma quantia grande de ouro e o orientou para que ele assassinasse Sachen Kunga Nyingpo. 
Khamba Dogyal aceitou o dinheiro e viajou a Sakya.  
Sachen Kunga Nyingpo muito compassivo o recebeu no santuário de Khamba. Kharnba Dogyal disse, “eu nasci em Dogyal no quarto branco do Gorum Dema em Kham, e vim para o Tibet ocidental muitos anos atrás. Ouvindo falar de sua fama, eu vim visitá-lo. Eu gostaria de me tornar seu discípulo e permanecer aqui para o servir ".  
Sachen Kunga Nymngpo concedeu o pedido dele. Na superfície, Khamba Dogyal parecia servir devotadamente para ele. Intimamente, ele projetava o melhor método para o assassinar.  Sachen Kunga Nyinpo muito compassivo sabia dos pensamentos de Khamba Dogyal, mas não dava nenhum sinal.  
Um dia, Sachen Kunga Nyingpo se sentou com [seus filhos] Somam Tsemo e Drakpa Gyaltsen no seu colo, com o capote exterior dele cobrindo ao redor de todos três. Vendo isto, Khamba Dogyal pensou: “Ele parece um pai ordinário que se senta com seus filhos. Nem sequer um praticante ordinário não agiria assim, para não mencionar um ser santo.”  
Como estes pensamentos errados e desrespeitosos surgiram na mente de Khamba Dogyal, Sachen Kunga Nyingpo os percebeu, e o chamou: “Venha aqui, Khamba. Você tem pensamentos ruins em sua mente, não é? » Khamba Dogyal ficou amedrontado e nervoso.  
Sachen Kunga Nyingpo disse: “No Vajrayana, é extremamente errado ter pensamentos ruins para seu guru.” Com estas palavras, ele repentinamente estirou as suas pernas para Khamba Dogyal e lhe mostrou as solas dos seus pés. Na sola do pé de direito de Sachen Kunga Nyingpo, Khamba Dogyal viu a mandala de Hevajra, e na sola do pé esquerdo dele, ele viu a mandala de Chakrasamvara, mais claramente do que se elas tivessem sido pintados.  
Remorso extremo surgiu em Khamba Dogyal e ele confessou o seu plano mau, e prometeu que de agora em diante, ele ofereceria seu corpo, voz, e mente a Sachen Kunga Nyingpo.  
Então Khamba Dogyal voltou ao mágico Lachen Taktsa, e lhe falou que ele já tinha assassinado Sachen Kunga Nyingpo. Lachen Taktsa  acreditou, e designou Khamba Dogyal como seu discípulo principal. Lachen Taktsa disse: “Nunca toque no meu rosário ou na minha cama, e mantenha tudo muito limpo,” mas Khamba Dogyal perturbou estas coisas de propósito. Ele também causou dificuldade semelhante para Rewa Zugu. Ambos os mágicos  acharam que o seu mantra e magia se tornaram completamente confundidos.  
Ao mesmo tempo, pelas bênçãos de Sachen Kunga Nyingpo, dois iaques pretos que eram emanações do protetor apareceram perto, como também muitas outras emanações do protetor, como pássaros pretos, cachorros pretos, e chacais pretos.  
Khamba Dogyal afugentou todos os discípulos, e durante um mês serviu a ambos pessoalmente dentro de maneira aparente muito dedicada. Então, na noite do vigésimo-nono mês lunar, ele liberou a ambos, pôs os seus corpos  nas parte de trás dos iaques pretos que eram emanações do protetor, e  partiu para Sakya. Naquela noite eles viajaram seis dias de viagem.  
Chegando em Sakya, Khamba Dogyai se tornou o discípulo de Sacken Kunga Nyingpo, e recebeu muitos ensinos, instruções particularmente orais em alcançar liberação dentro desta vida. Então Kharnba Dogyal voltou a Kharn e meditou nos ensinos que ele tinha recebido de Sachen Kunga Nyingpo. Ele atingiu realização muito alta, e pôde executar milagres. Ele foi profetizado para alcançar a fase de mahamudra no bardo.  
O corpo de Lachen Taktsa foi enterrado fora do altar de Mahakala no santuário de Gorum, em baixo da escadaria. O corpo de Rewa Zugu foi enterrado em baixo de uma estupa fora do monastério, para o oeste. Os peregrinos não fazem circumambulação na estupa, e eles acreditam que se por engano circumambulassem isto, então deveriam circumambular ao contrário,  recitando o mantra de Mahakala.  
Embora Khamba Dogyal compartilha o nome abreviado “Dogyal” semelhante ao de Phagmo Drupa, não são os nomes o mesmo. O nome de Phagmo Drupa era Dorje Gyaltsen, e o nome de Khamba Dogyal era Dorje Gyalpo.
  
Outra história descreve outro milagre executado por Sachen Kunga Nyingpo. Um dia, uma pessoa de Kham chegou a Sachen Kunga Nyingpo e disse:  
«Eu penso que você é uma emanação de Avalokiteshvara. Se você não me mostrar um sinal que é uma verdadeira emanação, eu vou aqui mesmo na sua frente me matar”,  e colocou o seu punhal no seu coração. O grande lama disse: “Há nenhuma necessidade para se apunhalar, olhe aqui,” e mostrou a palma da mão dele, onde um olho poderia ser visto claramente. Isto e muitas outras histórias descrevem os sinais da sua realização.
  
DISCÍPULOS A pessoa pode desejar saber sobre os discípulos desse grande lama. Entre todos os discípulos, estava o maior: Loppon Sodnam Tsemo que era filho de Sachen Kunga Nyingpo,  filho físico e espiritual. 
Até mesmo quando Loppon Sodnam Tsemo ainda era uma criança, ele alcançou a fase de primeiro bumi Bodhisattva. Quando ele partiu, ele manifestou dois métodos diferentes de passar.  
Também, como profetizado por Lama Shangton e conforme o sonho de Sachen Kunga Nyingpo na hora da iniciação de Hevajra preliminar de Khon Jechuwa, havia três discípulos que alcançaram o conseguimento excelente de mahamudra dentro desta vida: iogue de Singala (do Sri Lanka), o Bodhisattva Tak, e Gonpa Chibarwa. Os sete discípulos que alcançaram a fase de paciência eram: Jetsun Rinpoche Drakpa Gyaltsen, Shuje, Dorje Drak de Ga, Somam Gyaltsen de Nagom, um meditador de Tsarka, Gomba Odrak, e a yogini Mangchungma. Havia outros incontáveis que foram meditadores de grande poder espiritual, e praticantes que eram meditadores excelente, mas permaneceu na vida cotidiana como iogues escondidos. Se a pessoa estiver interessado nas biografias desses, eu escrevi as biografias da maioria destes estudantes na história do Lam Dre.  
Havia onze discípulos de coração que apoiaram a linhagem de instruções orais do Lam Dre, e sete discípulos de coração que escreveram comentários sobre os escritos de Sachen Kunga Nyingpo. Havia quatro grandes mestres famosos que realizaram aprendizagem e realização.
  
Estes são descritos na homenagem escrita por Shuje:  
  
“Discípulos que receberam as instruções orais profundas completas:  
Oito homens e três mulheres por escrito que receberam as instruções.”  
  
  
Os oito homens eram: Asang de Kham; Shuje de Lhopa; Chodrak que era o filho de uma família nobre; o discípulo de coração de Sachen Kunga Nyingpo Nyin Pulchong; Tsuktor Gyalpo que também era conhecido como Sodnam Dorje; o Bodhisattva Dawa Gyaltsen que era uma emanação Avalokiteshvara; Sangri Phugpa; Gathing de Kham; e Wangchuk Gyaltsen de Nyakzhi. As três mulheres eram: Chocham Purmo que era de Sachen Kunga Nyingpo a própria cônjuge e a mãe de Kunga Bar; Auma que era uma yogini de Yalung e Mangchungma que era de Mangkar. Estes eram os melhores onze discípulos dele que receberam o ensinamento Lam Dre, e para cada um deles ele escreveu para um especial ensinamento de Lan Dre.  
Outros que receberam ensinamentos no tantra de Hevajra eram Naro Pande; Changchup Sherab do oeste; Pranja Zvala de Menyak; Marwa de Shudrak; Yarpuwa de Uyuk; e Phagmo Drupa. Os quatro grandes mestres bem-conhecidos eram Konchog Khar de Latu; Tsalo de Kham; Balton de Netse; e Dorje Zanpo de Shin. Outros grandes mestres que diretamente ou indiretamente eram discípulos de Sachen Kunga Nyingpo foram listados pelo estudante de Menyak Drakpa Dorje em um suplemento para a homenagem de Shuje para Sachen Kunga Nyingpo:  
  
“O maturador de todos os discípulos,  
Como profetizado por Shang Gonba e Jechuwa,  
Produziu três que alcançaram mahamudra nesta vida:  
O iogue famoso de Ilha de Singa, o Bodhisattva Tak,  
E o meditador Chebarwa;  
Também sete que alcançaram a fase de paciência:  
Jetsun Drakpa, Shuje Ngodrup,  
Sodnam Gyaltsen o meditator de Ngak, o iogue de Tsarka,  
o meditator Odrak, Caton, e Mangchungma;  
Também o discípulo que como uma criança alcançou um bumi alto:  
O Senhor de Kechari Sodnam Tsemo.  
Outros discípulos daquele grande mestre eram:  
O glorioso Galo que atingiu o poder de um siddha,  
Bodhisattva Dawa Gyaltsen,  
Professor Phagmo Drupa glorioso,  
Meditador Tagen Naljor Phagton,  
Também muitos grandes professores com conseguimento altos:  
Gyaltsa Tal Phukpa, de Tanak,  
Yarton Bhumawa de Uyuk,  
Shinton Dorseng de Yorton,  
Shington Gonkar de Yarlung,  
Shangton Sumtogpa de Wun,   
Dragmarshu, Shangton Pimarwa,   
Chura Achab, e seu filho Aseng,   
Netse Baltong de Nam,   
Karton Chakgye Dorje de Lhodrak,   
O estudante Zangton Zane de Sangphu,   
O discípulo santo Sodnam Dorje (conhecido como Purchongwa),   
Nyakton Wanggyal, Gyagom Tsultrim Trak,   
O professor Prajna Zvala de Menyak,   
Khamba Gateng, e Auma.   
Estes professores santos alcançaram separação até mesmo em sonhos,   
Praticado as duas fases, a essência de tantra.  
Aprendizagem alcançada e realização,   
E preencheram a terra com fama e glória.  
  
Os discípulos de Galo eram Yudrak e outros,   
Os discípulos de Dawa Gyaksen eram Nyinphuk e outros,   
Os discípulos de Phagmo Drupa eram  
Drikung, Talung, Lingre, e outros.  
Os discípulos de Gyaksa eram Rima Chegom, e outros.  
Os discípulos de Aseng eram  
Chaktsang, Nyagren, e outros.  
Os discípulos de Jetsun Drakpa era  
Sakya Pandita que chegou à costa do oceano oriental e  
Oito outros determinados com o último nome Drakpa.  
Estes são os discípulos de linhagem do Grande Compassivo.”  
  CONCLUSÃO   Em deste modo, o grande lama deteve o trono de Sakya durante quarenta e oito anos, da idade de vinte a sessenta e sete. No ano do Tigre de Terra Masculino (1158), em Yeru Kyawo Khadong, no décimo quarto dia do mês de Takar, deu boas-vindas por uma assembléia de viras ilimitados e dakinis, e partiu pacificamente para o próximo mundo.  
Na hora do seu transcurso, até mesmo as pessoas comuns perceberam o som de música celestial, um aroma divino que penetrou a área inteira, e luz e arco-íris que encheram o céu. A maioria testemunhou a manifestação de seu corpo em quatro aspectos diferentes. O primeiro partiu para Sukavati, o segundo partiu para Potala, o terço partiu para Odiyana, e o quarto passou para o Reino Colorido Dourado no Norte.  
O propósito destes destinos como explicado a Shuje Ngodrup era: Sukavati é o reino do Sambogakaya Avalokiteshvara; Potala é o reino da forma de Nirmanakaya; Odiyana é o lugar das dakinis que vigia o tesouro do tantra; e o propósito de ir para o Reino Colorido Dourado era purificar isto para a chegada Jetsun Drakpa Gyaltsen.  
Quando o corpo santo de Sachen Kunga Nyingpo foi cremado, esses no ajuntamento não experimentaram nenhuma tristeza, mas foram tomados de  forte absorção meditativa. Todos perceberam o seu corpo  como Chakrasamvara com quatro faces. Quando Geshe Sangri de Pugpa circumambulava o corpo santo dele, a face principal o seguiu. Outros discípulos o viram como Hevajra com oito faces.  
Depois da cremação, quando as cinzas santas de Sachen Kunga Nyingpo foram depositadas no lago, a mandala de Chakrasamvara  apareceu tão claramente quanto se fosse pintada. A forma da mandala de Chakrasamvara que está agora no teto de Kubum Namgyal foi copiada disto. Também, onde a fumaça da cremação tocou a montanha, uma mandala de Chakrasamvara  apareceu.  
  
O Grande Compassivo, o próprio Avalokiteshvara,  
Manifestado como o Bodhisattva Jinba Pal,  
Que devolveu para o benefício de seres,  
Ou também o que por centenas de razões  
Provou como o renascimento propositado do  
Senhor de Poder o próprio Virupa.  
Esses com mentes inteligentes vão  
Sem nenhuma razão para duvidar disto.  
Seus discípulos, filhos, e linhagem  
São ricos em conhecimento e sabedoria,  
E contam as ações maravilhosas deles,  
Para esses que entraram no passado, está agora aqui,  
E seguramente entrará no futuro.  
As grandes realizações deles  
Não se ajustam a palavras de seres ordinários.  
Você é o Avalokiteshvara Compassivo, e  
Senhor de Poder Virupa,  
Que ser ordinário poderia realizar isto?  
Então, suas sagradas ações são inconcebíveis.  
Por sua sabedoria, compaixão, e poder espiritual
Que todos os outros seres e eu possamos realizar nossos objetivos.  
  
  
Entre os discípulos que apoiaram a doutrina do Muito Compassivo estava próprio filho Kunga Bar primogênito. Ele nasceu no Monastério de Sakya, e o nome da mãe dele era Chocham Phurmo de Tsamorung. Ele foi para a Índia para estudar filosofia e se tornou extremamente sábio nas cinco ciências principais. Quando ele estava preparando-se para voltar ao Tibet, ele contraiu uma febre e faleceu com a idade de 22 em Bodhigaya em Magadha.  
  
De Sakya Dungrab Chenmo escrito por Sakyapa Ngawang Kunga Sodnan. Traduzido por Lama Venerável Kalsang Gyaltsen e Àne Kunga Chodron.